Copa do Mundo e narrativas

Escrevo este post logo após a vitória do Brasil sobre a Colômbia.

Independentemente do resultado daqui para a frente, está garantido o tom positivo da narrativa da participação brasileira no evento.

Se o Brasil for eliminado, a culpa será do jogador colombiano que tirou o melhor jogador brasileiro do torneio. A menos que a derrota seja humilhante, será possível dizer que o time caiu de pé e que, se não fosse o bode expiatório, o time teria sido campeão.

Se, por outro lado, o time for campeão, a narrativa terá ainda um tom épico e será ainda mais forte.

O efeito dessa narrativa positiva será provavelmente um fortalecimento da identidade do brasileiro, com consequente espraiamento desse sentimento em termos de atitudes e estado de humor positivos.

Nada mal para quem começou o evento sob a sombra da incompetência fora de campo.