O que sua revista semanal não te conta sobre educação

Na era do discurso hegemônico sobre a solução para os problemas da educação baseada em bônus por resultados em testes  (algo com consequências frequentemente negativas – leia mais aqui), alguns pesquisadores associados com a Universidade de Harvard (na área de educação), publicaram um livro muito bom (Making Thinking Visible), mostrando que a educação é muito mais do que “transmitir conhecimento”. O livro se soma a alguns outros na mesma linha, como o de David Perkins, também de Harvard. Como os autores mesmo lembram, as escolas foram criadas sob um modelo industrial, com foco na mera transmissão de conhecimento. Hoje, nesse ambiente voltado à preparação para testes, o foco se resume basicamente a cobrir o currículo e preparar os alunos para ir bem nas provas. Mas será que educação é só ir bem em uma prova? Como eles reconhecem, o ambiente atual é hostil ao ensino com foco no entendimento e no desenvolvimento de habilidades cognitivas (thinking dispositions) como o raciocínio crítico. Evidentemente, ensinar com foco no entendimento pressupõe que o aluno aprenda o que precisa ser aprendido, mas a ideia é que esse aprendizado seja profundo e duradouro. É algo mais complexo do que essas fórmulas simplistas apregoadas por aí, que soam como música aos nossos ouvidos subdesenvolvidos.